segunda-feira, 19 de maio de 2014

CORDAS Revestimento de Níquel Bronze ou Cobre Prateado???

O som ideal é a busca mais que natural de todo o músico. Para alguns isto chega até a ser uma obsessão. 

O encordoamento da Giannini Série Cobra para Viola Caipira, tem a “Alma” de Aço e três diferentes tipos de revestimento. 

NÍQUEL, BRONZE E COBRE PRATEADO

















Diga qual revestimento melhor lhe atende e o porque disso.





sábado, 10 de maio de 2014

Ritmo do Cipó Preto ESPAÇO ALUNO

CIPÓ PRETO
Cipó Preto é um ritmo musical criado para acompanhar a Viola Caipira no Pagode de Viola. É executado tanto no violão, quanto na Viola Caipira. Podemos considerar o “Cipó Preto” um dos ritmos mais místicos da música caipira, ele [cipó preto] se “entrelaça” com o ritmo do Pagode Caipira, Um não fica sem o outro. Um ritmo difícil visto as dificuldades encontradas pelos músicos que estão começando a navegar pela música raiz em executá-lo.







Abafamento
 
Desce

Sobe

A MELHOR MÚSICA PARA ESTUDAR ESTE RITMO É A OBRA BRINCANDO COM A VIOLA DO BAMBICO

VEJA O VÍDEO 




quarta-feira, 7 de maio de 2014

Cifras e Tablaturas para Viola Caipira





 
APRENDA VIOLA CAIPIRA
5 EDIÇÃO REVISTA E AMPLIADA
134 Músicas

APRENDA VIOLA CAIPIRA
5 Edição REVISADA E AMPLIADA - Maio 2014
134 MÚSICAS 
59 Com a Tablatura da Introdução 

Veja as 13 Músicas Instrumentais 
1.Barranca de Rio - Tema do Terra da Gente - Mazinho Quevedo 
2.Brincando com a Viola – Bambico 
3.Cabocla Teresa 
4.Chalana 
5.Menino da Porteira 
6.Meu reino Encantado 
7.Noite feliz Cebolão  
8.Noite feliz no rio abaixo
9.Pagode do Véio Messias da Viola 
10.Relógio Quebrado
11.Saudades da Minha Terra 
12.Viola Marruda Índio Cachoeira 
13.Hino Nacional 



REPERTÓRIO 
45 PAGODES 
26 GUARANIAS
21 CURURUS 
14 CATERETES
14 TOADAS 
5 QUERUMANAS
4 VALSAS
3 RASTA PÉS
1 BAIÃO
1 Moda de Viola 
134 MÚSICAS 




Lista de reprodução de todos os cururus - Play List

http://www.youtube.com/playlist?list=PL60799DD2923B2D11


Qualquer dúvida, pergunta ou sugestão envie um e-mail ou ligue-me
Prof Cristiano Scuciatto
cristianomusicas31@gmail.com

Cristiano Scuciatto - Celulares
(19) 991-059-159 (Vivo)
(19) 988-020-542 (Oi)
(19) 981-289-482 (Tim)







VENHA PARTICIPAR DE NOSSA ORQUESTRA DE VIOLA



AULAS ON LINE 

Olá meu nome é Cristiano Scuciatto, sou professor de música com mais de 20 anos de experiência.
Fui professor na Prefeitura De Itu, Projeto Guri, Groove de Arthur Nogueira, SOMART em Jaguariúna, GIGA em Cosmópolis.
Leciono Guitarra, Violão e Viola Caipira
As minhas aulas são feitas on-line e ao vivo pela internet. As aulas são individuais com duração de 1 hora, uma vez por semana.
Requisitos para a aula:

Ter o Instrumento
1 Web Cam
Msn ou Skype

Para a aula usamos diversas ferramentas para facilitar o aprendizado do aluno entre elas:
Apostila Gratuita
Arquivos teóricos e interativos para aprendizado de teoria musical.
Cifras devidamente Corrigidas
Playbacks

A primeira aula é gratuita para podermos fazer uma avaliação.

Tel.: (19) 991-059-159 - Vivo
        (19) 988-020-542 – Oi
        (19) 981-289-482 – Tim

e-mail.: cristianomusicas31@gmail.com

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Tarraxa sobre afinação de Viola Caipira


Afinar a Viola não é problema uma vez que você tem um bom afinador, o problema é a Viola "segurar" a afinação! no caso o grande vilão são as tarraxas de péssima qualidade, e o mercado está cheio delas.

Graças a Deus a Rozini lançou uma nova tarraxa  de 18 dentes que oferece uma maior precisão.
Que vai na Viola Modelo Tião Carreiro e também é vendida avulsa.

Fica aqui a dica
Na Loja da Música    http://www.lojadamusica.com.br/
(se não tiver a venda no site é porque esgotou)




Também Existe a tarraxa feita pelo Vitor Scatena
pelo sistema porta auto frenante - usinado

o problema é o preço R$ 400,00 + frete
Contato
https://www.facebook.com/vscatena





sábado, 16 de novembro de 2013

Menino da Porteira Tablatura Viola Caipira


Menino da Porteira Tablatura Viola Caipira 
Introdução

1|10-10-10--9-|0--0--0--2--4--2---0-------------------|
2|12-12-12--10|2--2--2--3--5--3---2--3--2-2--3-2--(2x)|
3|------------|----------------------3--1-1--3-1------|
4|------------|---------------------------------------|
5|------------|---------------------------------------|


1|10-10-10--9-|2X Esta Introdução 
2|12-12-12--10|
3|------------|
4|------------|
5|------------|



1|-9--9------9----9----------9-------7----9------9-----|
2|10--10-----10---10---------10------9----10----10-----|
3|-----------------------------------------------------|
4|-----------------------------------------------------|
5|-----------------------------------------------------|
  To   da    vez  que eu     vi      a    já    va



1|10--10------12--12------9-----9------7----7-|
2|12--12------14--14------10----10-----9----9-|
3|--------------------------------------------|
4|--------------------------------------------|
5|--------------------------------------------|
  Pe   la     es  trada  deOu   ro     Fi   no



1|4----4----4--4—-4--2---4---4---5--5---7--10---10----9---9----9-
2|5----5----5—-5--5--3---5---5---7--7---9--12---12----10--10---10|
3|---------------------------------------------------------------
4|---------------------------------------------------------------
5|--------------------------------------------------------------|
 De   lon  ge  eu a vis  ta  va  A  fi  gu ra   deum  me  ni   no



1|9----9----9--9----9--------7----9-----9---|
2|10---10---10-10---10-------9----10----10--|
3|------------------------------------------|
4|------------------------------------------|
5|------------------------------------------|
  Que  cor  ri  a   abrir a  por  tei   ra  





1|10----10----12---12----9-----9------7-----7-|
2|12----12----14---14----10----10-----9-----9-|
3|--------------------------------------------|
4|--------------------------------------------|
5|--------------------------------------------|
  De   pois   vi   nha   me    pe    din    do



1|4---4------4----4----4----2--4--4----0----0----2---2---0---------------|
2|5---5------5----5----5----3--5--5----2----2----3---3---2----3----2----2|
3|------------------------------------------------------------3----1----1|
4|-----------------------------------------------------------------------|
5|-----------------------------------------------------------------------|
  To  que o  ber  ran  te  seu mo ço  Que é pra  eu  fi  car  ou  vin   do


1|2----2----2----2----2---0----2---2---2---0----2-----5---5----4----4-----4-|
2|3----3----3----3----3---2----3---3---3---2----3-----7---7----5----5-----5-|
3|--------------------------------------------------------------------------|
4|--------------------------------------------------------------------------|
5|--------------------------------------------------------------------------|
Quando a   boi   a    da pas  sa  va  E a poeira      i   a    bai  xan  do


1|4---4---4--4----4---2---4--4---5---5----7----10---10---9----9---9-|
2|5---5---5--5----5---3---5--5---7---7----9----12---12---10---10-—10|
3|------------------------------------------------------------------|
4|------------------------------------------------------------------|
5|------------------------------------------------------------------|
  Eu  jo ga  va  uma  mo  e  da  e   le   sa   i    a    pu   lan do


1|9---9---9----9---9----7---9----9--10---10---12---12----9---9----7----7|
2|10-—10--10---10--10---9---10---10-12---12---14---14----10--10---9----9|
3|----------------------------------------------------------------------|
4|----------------------------------------------------------------------|
5|----------------------------------------------------------------------|
  O  bri  ga   do  boi  a   dei  ro  Que Deus  vá  lhe a com pa  nhan  do


1|4---4----4----4----4----2--4---4---0---0----2----2---0-----------------|
2|5---5----5----5----5----3--5---5---2---2----3----3---2----3----2-----2-|
3|----------------------------------------------------------3----1-----1-|
4|-----------------------------------------------------------------------|
5|-----------------------------------------------------------------------|
 Pra aque  le   ser tão   a  fo  ra  Meu ber  ran  te  ia   to   can   do



Baixe em PDF 
CLIQUE AQUI 


AULAS PARTICULARES DE VIOLA CAIPIRA VIA SKYPE 

Compre meu método! 
FALE COMIGO 

Prof. Cristiano Scuciatto   (19) 9 9105-9159 
cristianomusicas31@gmail.com
http://aprendaviolacaipira.blogspot.com.br/  


domingo, 27 de outubro de 2013

Orquestra de Viola Caipira de Cosmópolis

A Orquestra de Viola Caipira de Cosmópolis nasceu do sonho do Secretário de Cultura, Antônio Sérgio dos Santos, mais conhecido como Moita. De Preservar, divulgar e difundir a Cultura Caipira Raiz na cidade de Cosmópolis.
As aulas tiveram início no dia 21/03/2013. O professor da Oficina é o violeiro  Cristiano Scuciatto.

Estes vídeos são fruto da nossa sala de aula, um pequeno ensaio para nossas futuras apresentações.
Este Ensaio/aula foi gravado no dia 19/09/2013, na Biblioteca Municipal de Cosmópolis
Regência Violeiro Cristiano Scuciatto




VIDA MARVADA 





MENINO DA PORTEIRA  


CHALANA


CABECINHA NO OMBRO


PESCADOR E CATIREIRO


SELEÇÃO DE PAGODES


Nossa Primeira Apresentação UNIP Cosmópolis 28/09/2013








domingo, 15 de setembro de 2013

Aprenda o Ritmo Cururu - ESPAÇO ALUNO

Aprenda o Ritmo Cururu e as Primeiras Músicas
CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O DOCUMENTO DOS INICIANTES 





↓  □ ↑  ↓  □

  1        2     3        4       5  

1.Movimento – (↓)  Desce com a “costa” da mão, utilize as unhas dos dedos Indicador, Médio e Anular para ter mais som – Toca-se todas as cordas.

2.Movimento – (p) Abafa com o polegar – a unha do polegar descansa abaixo das cordas. Abafe mesmo não deixando nenhum som percutir na viola.

3.Movimento – (↑) Sobe com o polegar – Toque com a unha do polegar, Utilize a “costa” do polegar - Toca-se todas as cordas.

4.Movimento – (↓)  Desce com a “costa” da mão, utilize as unhas dos dedos Indicador, Médio e Anular para ter mais som – Toca-se todas as cordas.

5.Movimento – (p) Abafa com o polegar – a unha do polegar descansa abaixo das cordas. Abafe mesmo não deixando nenhum som percutir na viola.

Áudio para Estudo

Áudio para Estudo + Rápido


segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Qual Viola Caipira Comprar? Saiba Como Escolher!


Em meus mais de 20 anos como professor de música sei da importância do aluno ter um bom instrumento. Não se esqueça do ditado que diz que "o barato sai caro". Evite a Viola Caipira Rozini, Modelo Caipira. (A MAIS BARATA). Grande parte destas violas em pouco tempo, terão a seu braço empenado. Além de problemas com afinação.

Rozini Viola Clássica Presença Brasil
Rozini Viola Cinturada Presença Brasil

 

É A MELHOR RELAÇÃO CUSTO/BENEFÍCIO DA ROZINI PARA QUEM NÃO QUER GASTAR MUITO E TER UM EXCELENTE INSTRUMENTO 


VIOLA TAGIMA TERRA BRASIL






Viola Tião Carreiro LX. RV182

 

Nesta série prestamos uma homenagem ao mestre Tião Carreiro. Este instrumento é uma réplica fiel de uma de suas violas favoritas, que era utilizada principalmente em gravações, seguindo a especificações consideradas por ele ideais. Indicação: Além dos fãs de Tião Carreiro, esta viola atende a quem procura um timbre mais cheio e encorpado. Excelente para gravações em estúdio.




LOJAS DA REGIÃO
Artur Nogueira - Loja da Música 
http://www.lojadamusica.com.br/
Tel. (19) 3877 4352

Jaguariúna - Somart -  http://www.musicalsomart.com.br/
Tel. (19) 3867 3554

Cosmópolis - Master Instrumentos Musicais - http://www.facebook.com/master.instrumentosmusicais
Tel. (19) 3872 1541



SE OPTAR PELAS VIOLAS MAIS BARATAS OBSERVE OS SEGUINTES ITENS 


  1. Afine ou peça para alguém afinar a Viola.
  2. Coloque uma régua sobre os trastes. Se ficar um vão ou se a régua gangorrear o mínimo que seja, o braço do instrumento pode estar empenado;
  3. Medir da saída da corda no capotrasto (ou trasto nº 0, se houver) ate o centro do 12º trasto. Repita a mesma operação, desta vez do centro do 12º trasto até a chegada da corda solta no rastilho. A medida da saída da corda solta ate o 12º trasto e do 12º trasto ate a chegada da corda no rastilho tem que ser exatamente a mesma; se houver diferença, de milímetro que seja, sua viola vai afinar quando estiver com as cordas soltas, mas vai mentir as notas presas.
  4. Segure a viola em “pé’, com o braço esticado e verifique se os trastes estão esquadro. Se estiver fora do esquadro, mesmo que só um traste, sua viola vai “mentir” as notas presas
  5. Passe as costas da mão nas bordas da escala e verifique se as pontas dos traste foram bem acabadas, caso não, essas pontas podem ate machucar na hora de tocar
  6. Medir a distancia do 12º traste até a corda solta. O ideal e que a medida seja de, mais ou menos, 4 milímetros. Se a distancia for muito grande sua viola vai ficar muito “dura” para tocar, depois de algum tempo afinada.
  7. Toque as notas de todas as casas em todas as cordas para verificar se as não estão trastejando (encostando o traste e “sujando” o som).
  8. Verifique se os 5 pares de cordas estão bem definidos no capotrasto (ou pestana).
  9. Verifique se os pares estão bem definidos no rastilho. A viola tem 5 pares de cordas e não 10 cordas separadas de qualquer jeito. O ideal é que a distância de uma corda para outra, no par, seja de 2 milímetros, e a distância de um para o outro seja de 7 milímetros. É claro que isto pode variar conforme o tamanho da Viola, mas o importante é que os 5 pares estejam bem definidos.
  10. Coloque a mão na parte interna da caixa, abaixo do mosaico da Viola e verifique se possui o reforço. Se não tiver, em pouco tempo, o tampo da sua Viola vai empenar abaixo da tala da escala.
  11. Verifique nos cantos internos da caixa a presença do reengrosso. Se a Viola não tiver essa peça, em pouco tempo o tampo ou fundo vai descolar.
  12. Dê preferência ao instrumento com filetes nas bordas externas da caixa, mesmo que seja uma faixa simples, pois estes filetes têm a função de “amarrar” as faixas laterais ao tampo e ao fundo.
  13. Se possível, com a mão dentro da caixa, verifique se o instrumento possui todas as travas e o leque harmônico (2 travas e leque no tampo e 3 travas no fundo).
  14. Verifique se as tarrachas não têm nenhum jogo, e dê preferência às tarrachas de pino metálico fino, pois facilitam a afinação.
  15. Verifique na junção do tróculo do braço com a caixa se não existe vão; se houver, o braço está descolado.
  16. Olhando na parte de trás do cavalete, verifique se está bem colado.

Siga essas dicas e terá um bom instrumento, que facilitará o aprendizado e a execução do mesmo.
A Viola caipira, por ter 10 cordas de aço, tem que ser um instrumento macio e bem afinado.

Dicas de Eduardo Vieira e Renato Vieira,
Da fábrica de Violas Xadrez (Catanduva/SP)


SE PREFERIR AS VIOLAS COM MELHOR QUALIDADE FEITAS POR LUTHIER, MADEIRA MACIÇA, ETC 


VEJA TAMBÉM

Como Afinar Sua Viola Caipira Afinação Afinadores Cordas para Viola



NA DUVIDA LIGUE
(19) 99105-9159 (Vivo)
(19) 98802-0542 (Oi)

Documentário "Violeiros do Brasil", de Myriam Taubkin


Documentário "Violeiros do Brasil", de Myriam Taubkin - Bloco 3



Documentário "Violeiros do Brasil", de Myriam Taubkin - Bloco 4




Entrevista Myriam Taubkin
Myriam Taubkin fala sobre o projeto Violeiros no programa Radiola na TV Cultura.







terça-feira, 30 de julho de 2013

Como Afinar Sua Viola Caipira Afinação Afinadores Cordas para Viola Da Afinação Cebolão em Ré

Da Afinação Cebolão em Ré
A música tradicional, algumas afinações de viola são encontradas somente em uma região ou apenas entre alguns violeiros. Outras, ao contrário, são bastante difundidas e conhecidas por diversos nomes. Na região Centro-Sul, as afinações: Rio Abaixo, Boiadeira, Cebolão, Natural e Guitarra são as mais difundidas.
Uma afinação não é melhor que a outra; trata-se de opção de o violeiro utilizar uma, ou mesmo várias. Apesar de ter usado muitas afinações, acabei optando pela Cebolão, principalmente, por ser a mais utilizada pelas duplas caipiras. Inicialmente, adotei-a na tonalidade de Mi, depois passei a usá-la na tonalidade Mib e, por fim, adotei, definitivamente, a tonalidade de Ré, devido a muitas conveniências.
A afinação Cebolão em Ré apresenta, nas cordas soltas, as notas Lá e Ré. Como a maioria dos instrumentos de cordas apresenta uma destas notas nas cordas soltas, esta tonalidade favorece a integração da viola com estes instrumentos, bem como a execução de peças nos tons mais utilizados. A afinação Cebolão em Ré permite, ainda, fácil mudança de tonalidade, utilizando-se a braçadeira (Capotraste): colocando-a na casa 1 teremos as cordas soltas em Mib, e, na casa 2, em Mi.
Se você afinou a sua viola no Cebolão em Ré e as cordas estão “chochas” ou “Frouxas”, provavelmente você esta usando cordas do cebolão em Mi, precisa trocar para a calibragem certa. No caso adquira as cordas para o cebolão em ré. Ou a sua viola não é de boa qualidade.

Veja na foto a indicação clara que este encordoamento foi feito para a afinação do Cebolão em Ré. 

Cebolão em Ré: Por que não?
O maior sucesso da dupla Tião carreiro e Pardinho que é Pagode em Brasília foi gravado no Cebolão em Ré. Todas as versões do Rio de lágrimas também foram gravados em Cebolão Ré.
Um grande sucesso de Almir Sater Comitiva Esperança também foi gravado em Cebolão Ré.
ESCOLA DE VIOLA
A maioria dos bons métodos de viola são todos em Ré. A arte de pontear viola do Roberto Correa, Manual do Violeiro do Braz da Viola, Aulas na USP com Ivan Vilela, Faculdade Cantareira com João Paulo Amaral. Escola Livre de Música da Sociedade Pró Sinfônica de Limeira com Domingos de Salvi. 


Algumas Orquestras que tocam no Cebolão em Ré
Orquestra de violeiros de Jaguari (Jaguariúna), Orquestra de Viola Caipira de Limeira, Orquestra de Viola Caipira de Artur Nogueira, Orquestra de Viola Caipira de Jundiaí, Orquestra Filarmônica de Viola Caipira de Campinas, Orquestra de Viola Caipira de Santo Antônio de Posse, Orquestra Cabocla de Campinas,
Para citar somente algumas.



AFINAÇÃO
Embora existam várias afinações na viola em diferentes regiões do país, (Mais de 20 Afinações diferentes documentadas) utilizaremos a afinação CEBOLÃO EM “D” (Ré), pois ela é a mais usual e deixa a viola com som mais “vibrante”. Para afinar sua viola utilize um Afinador eletrônico (electronic tuner), hoje em dia eles são baratos e até grandes maestros fazem uso deles com frequência pela sua praticidade. Os pares soltos tem a seguinte afinação:

O 1º par é afinado em “D” (Ré) as duas cordas são afinadas na mesma altura.
O 2º par é afinado em “A” (Lá)  as duas cordas são afinadas na mesma altura.
O 3º par é afinado em “F#” (Fá sustenido) (a mais grossa) e “F#” oitavado (a mais fina e alta)
O 4º par é afinado em “D” (Ré) (a mais grossa) e “D” oitavado (a mais fina e alta)
O 5º par é afinado em “A” (Lá)  (a mais grossa) e “A” oitavado (a mais fina e alta)




VEJA COMO VAI FICAR NA PARTITURA E TABLATURA





AFINADORES 


KORG Pitch Clip
Na Experiência com Viola Caipira esta é a melhor opção.
É o Afinador mais preciso do mercado.
Pequeno – Fácil de Usar
Cromático (F# G#)
Bateria de Lítio de Longa Duração
Também serve para Violão, Guitarra Elétrica e Contra Baixo.






UMA EXCELENTE ALTERNATIVA É ESTE 
Afinador da Planet Waves Ultra compacto - NS Mini Headstock Tuner










VEJA O VÍDEO 




http://youtu.be/2QuxAM4C0As




CORDAS 
Corda Giannini Viola Caipira Cobra Prata Cebolão em Ré 



NA DUVIDA LIGUE
(19) 9105-9159 (Vivo)
(19) 8802-0542 (Oi)


sexta-feira, 10 de maio de 2013

Vídeo Aula do Ritmo Cana Verde Tonico e Tinoco Prof Cristiano Scuciatto





Trabalhar com música raiz de fato é um desafio, principalmente quando se chega no assunto de ritmos, a um mês atrás ensinei para um aluno este ritmo e o mesmo conversou  com outro violeiro no caso já na cidade de São Paulo, o então artista ficou muito contente pois este "é o ritmo que ninguém conseguia fazer, e que não sabia que se chamava CANA VERDE".   De fato ainda existe muito a que se pesquisar e sobre nossa cultura, principalmente quando se fala da cultura caipira. 
Baseio-me então em dois gigantes de nossa cultura que no caso são Tonico e Tinoco. O vídeo abaixo não deixa dúvidas sobre o referido ritmo.




Link do vídeo da dupla no programa Ensaio da TV Cultura
http://www.youtube.com/watch?v=ufrD8xNGoUA




Vídeo Aula do Ritmo Cana Verde Tonico e Tinoco Prof Cristiano Scuciatto   


Link do vídeo 
http://youtu.be/DKjrvQDWelU

Compartilhe